PESSOAS QUE ACOMPANHAM E CURTEM ESSA HISTÓRIA

C O M P A R T I L H E

quarta-feira, 17 de outubro de 2012

MPF ACUSA LULA DE IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA


Brasília - Denúncia do mensalão do PT resultou em um outro inquérito em tramitação no Supremo Tribunal Federal (STF), envolvendo o banco BMG e o ex-presidente Lula. O objeto de investigação são operações de crédito consignado a beneficiários e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). O inquérito corre em segredo de Justiça e está na fase de investigação policial. A informação é do jornal O Globo.
LULA, MORRE DIZENDO QUE NÃO SABIA DE NADA.
O MPF acusa Lula e o ex-ministro da Previdência Amir Lando de improbidade administrativa por terem favorecido o BMG enviando cartas a aposentados e pensionistas oferecendo crédito consignado. O inquérito apura novos saques nas contas de Marcos Valério, operador do mensalão, e o convênio entre o INSS e o banco. Investiga ainda a participação da Empresa de Tecnologia e Informações da Previdência (Dataprev) em irregularidades.
Em 2004, o então presidente Lula assinou o Decreto 5.180, que permitiu abrir a todos os bancos o mercado de crédito consignado para aposentados e pensionistas do INSS. Cinco dias depois da liberação oficial, o BMG pediu para entrar nesse mercado. E, apenas oito dias depois, recebeu autorização do INSS. Outros dez bancos fizeram o mesmo pedido. Todos eles, entretanto, levaram pelo menos 40 dias para receber a mesma autorização.
Enfrentando pouca concorrência, o BMG teve sua carteira de crédito engordada e, após três meses, vendeu-a por R$ 1 bilhão à Caixa Econômica Federal. Em 2004, o banco, que já operava com o crédito consignado desde 1998, teve lucro de R$ 275 milhões, valor 205% maior do que o do ano anterior. Pouco antes do julgamento do mensalão, o BMG tornou-se sócio do Itaú Unibanco e cedeu 70% de suas operações no mercado consignado.
Após o escândalo do mensalão, o Tribunal de Contas da União analisou a entrada do BMG no mercado e chegou a multar Carlos Bezerra, presidente do INSS, em R$ 15 mil, por ter dado prioridade indevida ao banco.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

faça comentários, críticas, elogios e/ou sugestões. Este site não publica ofensas

FLORESTA AZUL

FLORESTA AZUL
MAPA DA CIDADE

FLORESTA AZUL

FLORESTA AZUL
MAPA TERRITORIAL

Mapa das Torcidas

PARTICIPE