PESSOAS QUE ACOMPANHAM E CURTEM ESSA HISTÓRIA

C O M P A R T I L H E

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

PROFESSORES SE REVOLTAM COM PRESSÃO DE GOVERNADORES.


Governadores do Rio, Sérgio Cabral, de Minas, Anastasia, do Espírito Santo, Casagrande, do Ceará, Cid Gomes e da Bahia, Jaques Wagner, mobilizam-se para diminuir o reajuste para os professores.


A pressão dos governadores Sérgio Cabral (RJ), Antonio Anastasia (MG) , Renato Casagrande (ES), Cid Gomes (CE) e Jaques Wagner (BA) para que o presidente da Câmara, Marco Maia, determine o regime de urgência na votação do projeto de Lei que reduz o reajuste do piso nacional dos professores dos atuais 22%, este ano, para 6%, é um motivo a mais para que os trabalhadores da Educação parem, por tempo indeterminado, a partir da greve geral marcada entre os dias 14 e 16 de março. Maia confirmou a conversa com os cinco executivos estaduais, na véspera, durante a posse da presidenta da Petrobras, Maria das Graças Foster. Mas, por meio de sua assessoria, ele adiantou que "uma coisa é a pressão dos governadores, outra é a matéria entrar na pauta do Plenário".

Ao tomar conhecimento da ação dos governadores junto ao Legislativo, o presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), Roberto Franklin de Leão, repudiou a atitude e avisou que "a greve nacional será o momento em que os professores irão enfrentar estes cinco inimigos da Educação". O professor da Rede Oficial de Ensino de São Paulo acrescenta que a intenção dos dirigentes estaduais é "de romper um acordo feito no Senado", que mantinha o reajuste da categoria nas bases definidas pela Lei 11.738, de 2008, assinada pelo então presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o ministro da Educação, à época, Fernando Haddad, hoje candidato a prefeito do Município de São Paulo.

Segundo Leão, os senadores mantiveram o parágrafo único do Artigo 5º, que prevê o reajuste dos professores segundo "o mesmo percentual de crescimento do valor anual mínimo por aluno referente aos anos iniciais do ensino fundamental urbano, definido nacionalmente", segundo os critérios do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (FUNDEB). Por este critério, o piso nacional seria reajustado em 22%, mas os governadores fluminense, mineiro, capixaba, cearense e baiano pressionam para que, na Câmara, este fator seja substituído pela variação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), o que reduziria a 6% a correção dos salários dos mais de 2 milhões de profissionais que atuam apenas no Ensino Básico.

"Lamento profundamente que estes governadores se posicionem contra a valorização do Magistério. Eles se colocam no mesmo nível daqueles que interpuseram um recurso contra a legislação que visa reduzir injustiças históricas contra os professores. Mais lamentável, ainda, é a participação nesse grupo do governador da Bahia, Jaques Wagner, que acaba de enfrentar uma greve das forças de segurança. Ele contradiz tudo aquilo porque o Partido dos Trabalhadores sempre lutou. O mínimo que deveria fazer é se desligar desta legenda e procurar um partido neoliberal" afirmou Leão.
Procurado pelo Correio do Brasil, Wagner não desmentiu ou aquiesceu o que seu vizinho mineiro, Antonio Anastasia, admitiu com ressalvas. Por meio de seus assessores, o Palácio da Liberdade confirmou a conversa com o deputado Maia, durante a solenidade em que esteve presente, no Rio, mas fez questão de frisar que "o problema foi gerado durante o governo do presidente Lula", disse um porta-voz do governador tucano. Anastasia está na mira dos dirigentes sindicais "desde que o Tribunal de Contas da União constatou que o Estado não aplica nas escolas o que manda a Constituição", lembrou o presidente do CNTE. "É i mportante lembrar, também, que o governador cearense, Cid Gomes, botou a polícia na rua contra os professores", acrescentou Leão.
O governador do Espírito Santo, Renato Casagrande, disse estar em uma solenidade e não poderia responder ao CdB e o do Rio, Cabral, negou até mesmo haver participado do grupo que pressionou o presidente da Câmara, embora sua presença tenha sido confirmada tanto por Maia quanto pelo colega mineiro, Anastasia. (CORREIO DO BRASIL, 15/02/12).

domingo, 19 de fevereiro de 2012

ACM NETO É RECONDUZIDO A LIDERANÇA DO DEMOCRATAS.


Por unanimidade, o deputado federal ACM Neto (BA) foi reconduzido líder do Democratas na Câmara. Neto atendeu aos apelos dos colegas de bancada, que decidiram pela permanência dele à frente do partido. "Defendo o princípio do rodízio, da renovação permanente da liderança. Esta é uma exceção que não vai mais se repetir. Não tinha a pretensão de ficar mais um ano como líder, mas fui convencido pelos meus colegas devido aos grandes desafios que teremos ao longo de 2012", afirmou.
Por aclamação.
Para o deputado Ronaldo Caiado (GO), a bancada mostrou coerência e união ao reconduzir ACM Neto. "Aplaudo essa decisão inteligente da nossa bancada. O deputado ACM Neto defende o nosso partido com garra e determinação. Ele vai fazer com que os acordos no Congresso sejam cumpridos, como pudemos ver durante o ano de 2011. É um líder que nos orgulha em todos os embates, lutando com coragem, garra e determinação", disse Caiado.
O deputado Pauderney Avelino (AM), que permanece como primeiro vice-líder, destacou as qualidade do partido e de ACM Neto. "Continuamos fortes e ACM Neto merece todo o nosso apoio", finalizou.

BAHIA: NOTA PÚBLICA SOBRE GREVE DA PM


A bancada de oposição na Assembléia Legislativa, como fez desde o primeiro momento, reitera a sua disposição de contribuir para que a Bahia saia do atual impasse. A greve dos policiais militares já causou conseqüências dramáticas à população. É chegada a hora de restabelecer a paz e a traquilidade entre os baianos. 


Infelizmente o grande responsável pela duração e intensidade da atual greve da PM é o Governo do Estado. O movimento poderia ter sido evitado ou terminado rapidamente. Mas o que esperar de um Governo que, durante cinco anos, assistiu passivamente o crescimento da violência na Bahia atingir 22.000 homicídios? 


A greve da PM ocorre num ambiente de grande fragilidade da segurança pública no Estado, gerada por sucessivos erros na sua condução. 



Na verdade, o não cumprimento de promessas eleitorais minou a confiança da PM no Governo, criando um clima de desconfiança, que dificulta as negociações. O não pagamento da Gratificação de Atividade Policial (GAP), apesar do compromisso assumido em campanha, é a expressão maior de abuso da boa fé dos policiais. 



Para piorar, as manifestações desastradas do Governador do Estado, que subestimou o movimento e taxou seus líderes de bandidos, bem como do Ministro da Justiça, que ameaçou colocá-los em prisões de segurança máxima, só agravaram a situação, dificultando ainda mais o entendimento 



Se hoje o Governo do Estado já acena com a possibilidade de atender algumas demandas do movimento, isso prova que a posição de intransigência inicial não era sensata e os momentos de terror vividos pelo povo baiano poderiam ser evitados. 



Nós, da Bancada da Oposição, apelamos para que o Governo do Estado coloque em primeiro plano o bem-estar do povo baiano e tome as iniciativas necessárias à promoção da paz e tranquilidade na Bahia. 





BANCADA DE OPOSIÇÃO DA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DA BAHIA

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

FLORESTA AZUL: PREFEITURA INTENSIFICA OBRAS DE PAVIMENTAÇÃO NO CENTRO DA CIDADE


A prefeitura de Floresta Azul deu inicio as obras de pavimentação da extensão da Rua São Luiz e adjacências atendendo a uma antiga reivindicação dos moradores. O logradouro fica localizado numa importante área central da cidade apesar disso, durante décadas ficou esquecido pelos gestores.

Ruas do centro da cidade pavimentadas com recursos próprios.  
Segundo Luiz Lapa gerente da infra, os serviços estão inseridos no plano de reconstrução da cidade iniciado no governo de Dra Sandra e que entre tantas obras importantes foi responsável pela reconstrução de todas as praças do município, pela pavimentação de ruas, construção de inúmeros logradouros e equipamentos importantes para a comunidade.

Lapa disse ainda que as obras estão sendo executadas com recursos próprios e que a pavimentação beneficiará a Rua São Luiz e adjacências  a um custo aproximado de 150.000 cento e cinqüenta mil reais.

Prefeita Dra. Sandra acompanha de perto a execução das obras.  
Nesta terça-feira dia 14, a prefeita Sandra Cardoso acompanhada pelo gerente Lapa visitou o local das obras, constatou a qualidade dos serviços e a satisfação dos moradores. “Estou muito feliz de poder realizar com recursos próprios, esta obra para os nossos munícipes este é mais um compromisso que estamos resgatando”. Argumentou Dra. Sandra prefeita de Floresta Azul.

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

FLORESTA AZUL GANHA FACULDADE EAD

Agora em Floresta Azul Faculdade Zacarias de Goes - FAZAG.


Você já pode planejar seu futuro. A FAZAG está cada vez mais perto de você.
Uma grande oportunidade para você que deseja crescer na vida, um curso superior em sua cidade.

MENSALIDADES SUPER ACESSÍVEIS.

Com os cursos de:

-ADMINISTRAÇÃO
-CIÊNCIAS CONTÁBEIS
-PEDAGOGIA
-LETRAS


Processo seletivo 2012.1
Inscrições com Fábio Cardoso Filho, fone: (73) 8133 - 3860, ou no Educandário Silveira.
Vestibular dia 11 de março de 2012.
Taxa de inscrição R$ 10,00
Mensalidade R$ 160,00

sábado, 11 de fevereiro de 2012

PSPB: MOÇÃO DE APOIO AS REINVIDICAÇÕES DA POLÍCIA MILITAR.


 O PSPB - Partido dos Servidores Públicos do Brasil, vem informar à todos os servidores públicos e ao povo da Bahia, que somos solidários às reinvindicações de melhorias às categorias de servidores e servidoras da segurança pública deste Estado. Achamos que são legais e justas o que esta categoria pleiteia, pois, são pais e mães que ora recebem salários de fome. É preciso salientar, que o PSPB nasceu da vontade dos servidores públicos e de forma inteligente, elegeremos a partir de 2014 o maior número de deputados federais, senadores e senadores com o objetivo de defender os interesses dos 13 milhões de servidores públicos e de todo o povo brasileiro.


Portanto, você que é servidor da saude, da educação, segurança pública, administração direta e indireta, do judiciário federal ou estadual, do legislativo, pensionistas, aposentados, comissionados, limpeza urbana, guardas municipais, agentes de trânsito, arrecadação e tributação e outros segmentos que se sentirem desvalorizados e desrespeitados, venha participar de forma efetiva do sistema político nacional. O PSPB é a nossa única chance de acabar com as mazelas que sofremos. Vamos dar uma basta no desrespeito e nas desvalorizações que sofremos.

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

NOTA PÚBLICA



ESTADO DA BAHIA

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA



GABINETE DO DEPUTADO ESTADUAL CAPITÃO TADEU FERNANDES



Salvador-BA, 1º/02/2012 • 14h15



NOTA À IMPRENSA



Há tempos venho alertando o governo para a insatisfação dos policiais.
Infelizmente, o governo tem demonstrado que não se interessa pela classe policial.
Seus atos provam isso.
Hoje, diante desse clima de extrema insatisfação, querem culpar os policiais, mas na verdade o governo é o único culpado, porque discrimina e menospreza os profissionais de Segurança Pública.
Se o governo não respeita os direitos dos policiais, que moral ele tem para cobrar os deveres?!
Por tudo isso, quero afirmar que as reivindicações dos policiais são justas e necessárias e que o governo dê atenção a esses profissionais que arriscam suas vidas em defesa da sociedade.
A propósito, se o governo tivesse me ouvido quando diuturnamente aqui na Assembleia Legislativa luto para melhorar as condições salariais e de trabalho dos policiais, o governo não estaria passando por essa situação às vésperas do carnaval.
De minha parte, apoio todo esse movimento reivindicatório, por achar justo.
Ou alguém acha aceitável aguardar quase 15 anos pelo pagamento da GAP V (Lei nº 7.145/ agosto de 1997)?
Aqui na ASSEMBLEIA LEGISLATIVA estou, como sempre estive, à disposição da nossa querida Polícia Militar.
Atenciosamente,



Capitão Tadeu Fernandes

Deputado Estadual – PSB

FLORESTA AZUL

FLORESTA AZUL
MAPA DA CIDADE

FLORESTA AZUL

FLORESTA AZUL
MAPA TERRITORIAL

Mapa das Torcidas

PARTICIPE