PESSOAS QUE ACOMPANHAM E CURTEM ESSA HISTÓRIA

C O M P A R T I L H E

domingo, 30 de outubro de 2016

PSDB CONQUISTA 14 PREFEITURAS NO 2º TURNO E PT, NENHUMA

O PSDB foi o partido que mais elegeu prefeitos no segundo turno das eleições municipais deste ano, segundo dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Foram 14 prefeituras conquistadas, de um total de 19 em que o partido disputava o cargo. Já o PT, que disputava sete prefeituras, não elegeu nenhum candidato.

Tucano João Leite contrariou as previsões

 Em seguida, aparece o PMDB, que, elegeu nove prefeitos de um total de 15 disputas. Já o PPS, que aparece em terceiro lugar com cinco prefeitos eleitos, havia disputado sete prefeituras.

O PSDB foi o grande vitorioso do domingo. O partido só perdeu em Belo Horizonte, Campo Grande, Cuiabá, Caucaia (CE) e Franca (SP). O principal revés foi na capital mineira, em que João Leite, que terminou à frente no 1º turno, levou a virada no segundo e perdeu a disputa para Kalil (PHS).


Os tucanos venceram em Belém (PA), Blumenau (SC), Caruaru (PE), Contagem (MG), Jundiaí (SP), Maceió, Manaus, Porto Alegre, Porto Velho, Ribeirão Preto (SP), Santa Maria (RS), Santo André (SP), São Bernardo do Campo (SP) e Vila Velha (ES).

Se forem levados em conta os dois turnos, os números do PSDB são ainda melhores. O partido elegeu 28 prefeitos nas cidades com mais de 200 mil eleitores, o que inclui as capitais do país. Já o PT conseguiu apenas uma prefeitura nesses municípios. 

SÓ UMA MULHER É ELEITA NAS 57 CIDADES COM 2º TURNO

Somente uma mulher conseguiu se eleger nas 57 cidades onde foi disputado o segundo turno: Raquel Lyra (PSDB), em Caruaru (PE), com 53,15% dos votos válidos, contra 46,85% de Tony Gel (PMDB).
Raquel Lyra - PSDB, única mulher eleita no 2º turno
Entre capitais, nenhuma mulher saiu vitoriosa neste domingo, 30. Em Florianópolis, Gean Loureiro (PMDB) teve uma vitória apertada sobre a candidata do PP, Angela Amim, que obteve 49,74% dos votos. Em Campo Grande (MS), Rose Modesto (PSDB) ficou com 41,23% dos votos, contra 58,77% do prefeito eleito Marquinhos Trad (PSD).
Não fosse a vitória em primeiro turno de Teresa Surita (PMDB) em Boa Vista (RR), com 79,39% dos votos, nenhuma capital seria governada por uma mulher. Esta será a quinta vez que Surita, ex-mulher do senador Romero Jucá, comandará a prefeitura da capital de Roraima. Sua primeira vitória foi em 1992.
De acordo com dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), 637 mulheres que se elegeram prefeitas no primeiro turno, de um total de mais de 5 mil cidades.
Nas eleições municipais deste ano, 158.445 mulheres se candidataram para cargos no legislativo e no executivo. Para as prefeituras, foram 2.148 concorrentes do sexo feminino em todo o País.

ELEIÇÕES 2016: SEGUNDO TURNO

Mais de 32,9 milhões de eleitores em 57 cidades e 20 Estados escolheram os novos prefeitos.

VITÓRIA DA CONQUISTA FOI A ÚNICA CIDADE DA BAHIA ONDE TEVE SEGUNDO TURNO. HERZEN GUSMÃO, PMDB DERROTOU ZÉ RAIMUNDO DO PT, E FOI ELEITO COM 57,58% DOS VOTOS. 
  


Tucanos vencem em cinco capitais no segundo turno, e PT não elege nenhum candidato em uma grande cidade da região nordeste. Para TSE, eleições foram tranquilas mesmo em municípios que precisaram de reforço de segurança.O PSDB venceu em cinco capitais das oito que disputou no segundo turno das eleições municipais deste domingo (30/10). O PT perdeu no Recife e não conseguiu eleger nenhum candidato em uma grande cidade da região nordeste, e o PMDB conquistou as prefeituras de Cuiabá, Florianópolis e Goiânia.

ELEITORES DE 147 CIDADES PODEM VOLTAR ÀS URNAS PARA NOVA ESCOLHA DE PREFEITOS

Eleitores de 147 municípios poderão ter de voltar às urnas nos próximos meses para uma nova eleição para prefeito. Isso porque há candidatos que foram os mais votados nas eleições municipais de 2016, mas possuem recursos pendentes na Justiça Eleitoral. O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Gilmar Mendes, afirmou que a Corte tem dado prioridade aos casos relativos às eleições que têm chegado ao Tribunal.


Esta é a situação de Itabuna - Ba. O candidato mais votado foi Fernando Gomes, DEM que aguarda decisão da justiça.
No Estado de São Paulo, 27 cidades estão nessa situação, entre elas Bragança Paulista, Araras, Taubaté e Mococa. No Rio de Janeiro, Niterói e Teresópolis estão na lista dos dez municípios fluminenses que podem ter eleições suplementares.
Segundo Gilmar Mendes, a redução do tempo de campanha eleitoral imposta pela reforma eleitoral que passou a vigorar no pleito deste ano causou essa situação. “Esse tempo reduzido, que também se aplicou ao registro, acabou por ocasionar essa situação”, afirmou Gilmar Mendes. As campanhas eleitorais deixaram de durar 90 dias e passaram a ter 45 dias nas eleições deste ano. No total, o TSE recebeu 1.993 ações com questionamentos de candidaturas – entre vereadores e prefeitos -, nas eleições de 2016.
Os 147 prefeitos que tiveram o registro de candidatura barrado pela Justiça Eleitoral ainda terão recursos analisados pelo TSE, última instância para decidir se o candidato é apto ou não a assumir o posto. Se a Corte confirmar o indeferimento das candidaturas, as cidades terão de realizar eleições suplementares. “Agora a lei não permite mais que o segundo lugar assuma em se tratando de anulação da eleição”, afirmou Gilmar. Para o ministro, a novidade pode desestimular, no futuro, a judicialização das campanhas eleitorais. A intenção do presidente do TSE é de que a Corte faça um esforço para analisar os casos pendentes até dezembro.
Em conversas com o Congresso Nacional, o ministro do TSE tem falado sobre uma ampliação do prazo para “pré-registro” de candidaturas eleitorais, no sentido de evitar a realização das próximas eleições sem que a Justiça tenha dado resposta a todos os recursos. No dia 24 de novembro, a Corte vai realizar um encontro entre integrantes da Justiça Eleitoral e membros do Congresso para fazer um balanço sobre as eleições de 2016 e debater possíveis alterações na legislação eleitoral. “Temos que calçar as sandálias da humildade que esse afazer é típico do Congresso Nacional”, disse Mendes, ao comentar o resultado das eleições.
O ministro disse ter “convicção” da necessidade de fazer uma reforma eleitoral e mencionou o número de partidos políticos no Brasil como algo excessivo. Ele se disse contrário a uma alteração que fizesse com que o voto fosse facultativo no País. Citando o exemplo do Chile, sugeriu que a mudança poderia gerar alto índice de abstenção e causar uma “deslegitimação” dos resultados eleitorais.
Entre as mudanças previstas na legislação que passaram a valer na disputa municipal deste ano esteve a proibição do financiamento empresarial de campanhas políticas. Com a alteração, o total de doações eleitorais caiu de R$ 6 bilhões em 2012 para R$ 2,8 bilhões nas eleições deste ano. “Ninguém pode negar que a campanha eleitoral se tornou mais barata. Houve significativa redução da presença do dinheiro na campanha, esse é um dado positivo. Se é replicável para 2018, isso é algo que se responde depois”, afirmou Gilmar Mendes.

sábado, 8 de outubro de 2016

TERCEIRO E QUARTO VEREADORES MAIS VOTADOS FICAM DE FORA

A candidata a vereadora Irá foi a terceira na preferência do eleitorado florestense com 242 votos (4,37%) e candidato a vereador Hernani com 206 votos (3,72%) não conseguiram se eleger, embora tenham sido o terceiro e quarto mais votados, ficaram de fora por causa da legenda. O número de votos em branco para vereador foi de 62 (1,05%) e os votos nulos somaram 289 (4,90%).


Dois candidatos tiveram seus votos anulados pela justiça eleitoral, foram eles: Pedro da caçamba (PP) que obteve 45 votos (0,81%) e Dr. Bruno (PTB) com 24 votos (0,43%)

RENOVAÇÃO NA CÂMARA MUNICIPAL DE FLORESTA AZUL

O eleitorado de Floresta Azul promoveu uma renovação na Câmara de Vereadores. Apenas três voltam a frequentar a casa a partir de primeiro de janeiro: MARCIO DE CONGÁ, NEGO NENI e GERÔNIMO PAIVA.


Os seis novos eleitos são: PEU DE PEDRO DA SULBA (DEM), PEBA (PP), DANIELA LARANJEIRA (PSB), INHA ANDRADE (PSDB), ANDRÉ CABELEIREIRO (PSDB) e JACONIAS (PTN) que volta ao legislativo após cumprir mandato de vice-prefeito nos últimos quatro anos.

Veja a relação dos eleitos e seus respectivos votos:

PEU DE PEDRO DA SULBA 319 VOTOS 5,76%
MARCIO DE CONGÁ 311 VOTOS 5,61%
PEBA 194 VOTOS 3,50%
JACONIAS 180 VOTOS 3,25%
NEGO NENI 154 VOTOS 2,78%
DANIELA LARANJEIRA 152 VOTOS 2,74%
GERÔNIMO PAIVA 148 VOTOS 2,67%
INHA ANDRADE 133 VOTOS 2,40%

ANDRÉ CABELEIREIRO 117 VOTOS 2,11%

FLORESTA AZUL ELEGEU A TERCEIRA PREFEITA DA HISTÓRIA

No último dia 02 de outubro, do total de 7.660 eleitores, apenas 5.883 compareceram para votar em Floresta Azul, o correspondente a 76,93%. A abstenção foi considerada alta, 1.767 eleitores não compareceram 23,07%. A candidata eleita foi Gicélia (PSB, PP, PT, PDT, PRP e PSBD) com 2.599 votos, 47,30%. Erick (DEM, PMDB, PR, PTN, PROS e PHS), ficou em segundo com 1.731 votos 31,50% e Mardson (PSD, PTB e PC do B) foi o terceiro com 1.165 votos 21,20%. 342 eleitores  ainda votaram nulo 5,80% e 56 votaram em branco 0,95%.

Confira abaixo o resultado em todas as seções:

SEÇÃO APTOS VÁL ABST ERICK GICÉLIA MARDSON BRA  NULO
001 290 224 66 73 96 43 02 10
002 289 219 70 64 103 41 03 08
003/004
/005
330 252 78 73 122 36 04 17
006/119
/175
493 389 104 114 183 74 03 15
007/008 317 237 80 73 97 47 02 18
009/010
/026
478 353 125 117 159 53 05 19
011/017 372 292 80 72 126 76 05 13
012 295 219 76 55 112 31 00 21
013 295 225 70 69 102 34 04 16
014 298 224 74 65 104 31 04 20
015/016 367 293 74 95 108 71 01 18
018/114 373 273 100 82 101 68 02 20
019/020 434 332 102 83 155 63 05 16
021/022
/023/024
371 297 74 85 121 65 01 25
025/185 174 132 42 43 45 28 01 15
097/104
/162
416 339 77 106 148 68 02 15
105/107 431 335 96 88 159 60 04 24
106 288 227 61 79 86 51 01 10
113 288 214 74 56 92 61 01 04
115/120 424 320 104 86 159 61 03 11
121 289 221 68 60 95 55 00 11
128/182 167 134 33 39 61 20 02 12
176 181 142 39 44 65 28 01 04
TOTAL 7660 5893 1767 1731 2599 1165 56 342

*VAL: VÁLIDOS
*ABST: ABSTENÇÃO
*BRA: BRANCO

sábado, 1 de outubro de 2016

ERICK (DEM) MOSTRA FORÇA NA RETA DE CHEGADA EM FLORESTA AZUL

Nos últimos dias da corrida eleitoral em Floresta Azul, o quadro tem se mostrado favorável ao candidato Erick (DEM).

Bate papo na Rua Osvaldo Cruz
Com a intensificação dos bate papos organizados pela coordenação da campanha em conjunto com os candidatos a vereadores nos diversos Bairros, Zona Rural e no Distrito de Coquinhos, o eleitorado tem se decidido a favor do projeto de continuação do trabalho. Erick passou a ser o candidato preferido entre o eleitorado mais jovem e tem considerável apoio da população que acompanhou o trabalho da prefeita Dra. Sandra na recuperação da cidade nos últimos oito anos.

Bate papo em Coquinhos
Embora nunca tivesse concorrido a cargo político, Erick sempre apareceu na lista dos prováveis candidatos, citado principalmente por moradores da Zona Rural, área onde mantém serviços prestados.

No início, o candidato Garrafão (PSB) era o que parecia estar em vantagem, não podia ser diferente pois o mesmo é candidato a oito anos, porém após sua impugnação, foi substituído por sua esposa Gicélia, que nunca foi muito simpática com a população de Floresta Azul, principalmente com os mais carentes. Assim Mardson (PSD) e Erick (DEM) se beneficiaram dos desgarrados. 

segunda-feira, 19 de setembro de 2016

MENSAGEM DE BRUNO REIS, DEPUTADO ESTADUAL PMDB

O deputado estadual e candidato a vice prefeito de Salvador Bruno Reis (PMDB), abraça a campanha vitoriosa de Erick (DEM) em Floresta Azul.


ACM NETO FALA AO POVO DE FLORESTA AZUL EM APOIO A ERICK

Reconhecendo a dinâmica administração da Dra. Sandra nos últimos dois mandatos, o prefeito de Salvador e candidato a reeleição,  ACM Neto (DEM) vem a público dar apoio a candidatura de Erick para prefeito de Floresta Azul.


terça-feira, 6 de setembro de 2016

CANDIDATO FICHA SUJA FICA FORA DA DISPUTA EM FLORESTA AZUL


Acaba de sair hoje (06/09) decisão do Juiz Alisson Camilo Floriano da Silva, da 29a Zona Eleitoral de Ibicaraí, que indeferiu a candidatura do senhor "CAOS" Carlos Amilton de Oliveira Santos "Garrafão", como candidato a prefeito de Floresta Azul. Garrafão tentava o registro junto à Justiça e dependia de julgamento na 29a Zona Eleitoral para receber o registro e poder concorrer ao Executivo Municipal de Floresta Azul. 
O candidato já tinha sofrido outras derrotas junto à Justiça Federal e esperava por resultado favorável na 29a Zona Eleitoral de Ibicaraí. Com mais essa derrota Garrafão fica impossibilitado de ser candidato a prefeito de Floresta Azul e tem até o dia 12 de setembro (segunda-feira), para indicar um nome para substituí-lo na disputa para o pleito do executivo municipal, como candidato das coligações 'PRA CUIDAR DO NOSSO POVO' e 'JUNTOS VENCEREMOS', ou correrá o risco de deixar as coligações e os seus respectivos candidatos ao executivo e legislativo municipal fora do pleito no próximo dia 2 de outubro. Pessoas ligadas ao candidato impugnado afirmaram que ele teme indicar sua esposa, pois a mesma já foi derrotada em outro pleito, considerando-a fraca, correndo o risco de igualar-se a ele com duas derrotas.

segunda-feira, 5 de setembro de 2016

ANVISA LIBERA TESTE RÁPIDO DE CHIKUNGUNYA DESENVOLVIDO NA BAHIA

Fonte: G1.com/bahia
O teste rápido da chikungunya, desenvolvido por um laboratório público da Bahia, recebeu, nesta segunda-feira (5), registro da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para produção e distribuição. O exame é inédito no país e permite, com algumas gotas de sangue, a detecção da febre chikungunya.

Todo o trabalho de desenvolvimento do exame foi realizado pela Fundação Baiana de Pesquisa Científica e Desenvolvimento Tecnológico, Fornecimento e Distribuição de Medicamentos (Bahiafarma). 
Com a liberação da Anvisa, qualquer ente público do país pode adquirir o teste, que é capaz de detectar a doença nos primeiros dias de infecção, por meio da identificação da presença de anticorpos M (IgM) no organismo. O resultado sai em 20 minutos, com taxa de precisão de 95%. Hoje, os exames feitos para detectar a doença são laboratoriais e o prazo para confirmação dos casos suspeitos pode durar semanas.
O teste é feito com um kit composto por um sistema de leitura acoplado a um smart reader, espécie de smartphone específico para a função. Com o uso de um reagente, o equipamento mostra se o exame é ou não positivo. A pesquisa começou a ser desenvolvida em 2015.
O exame ainda não está disponível na rede pública de saúde da Bahia. A Secretaria da Saúde da bahia (Sesab) informou que a aquisição do produto por parte da instiuição está em fase de análise. Conforme a Bahiafarma, a primeira venda do produto é negociada e pode ser fechada ainda nesta semana. O nome do solicitante foi preservado. Cada kit custa em médoa R$ 40.
 Só em 2016, a Bahia registrou, até 16 de agosto, 46.778 casos suspeitos de chikungunya. Dos 315 municípios que registraram a doença, Itabuna, Itaberaba, Jaguarari e Cansanção concentram 41,75% das notificações.

QUADRA COBERTA DE FLORESTA AZUL ENTRA NA FASE DE ACABAMENTO

Texto e fotos: Ascom Floresta Azul

A quadra coberta que está sendo construída na antiga Praça Lomanto Júnior, no centro de Floresta Azul, entrou na fase de acabamento. Depois da colocação do piso, na última sexta-feira (2), teve início a aplicação de toda cerâmica nos banheiros e vestiários. A previsão é que toda a parte de piso e paredes sejam concluídos durante o mês de setembro.
Paralelo a parte interna a prefeitura de Floresta Azul mantém um bom ritmo de trabalho na parte externa da quadra, que é de responsabilidade da prefeitura. A área externa da nova quadra vai ganhar uma pista para caminhadas, que contornará toda a praça, além de um parque infantil; aparelhos de musculação (academia ao ar livre para atender praticantes de exercícios físicos); estacionamento, quiosques e jardins.
Segundo a prefeita Dra. Sandra Cardoso, o atual governo municipal está fazendo um esforço tremendo para concluir a parte externa, que é de responsabilidade do município. "O Governo federal só é responsável pela quadra, todo o entorno será com recursos próprios. Pretendemos deixar esse legado esportivo e cultural para o povo de Floresta Azul" disse a prefeita Dra. Sandra.
A quadra coberta está sendo construída através de uma parceria da prefeitura de Floresta Azul com o Governo Federal, via Ministério da Educação - PAC 2, e tem a construtora Andrade e Rocha Construções e Serviços como empresa responsável pela execução da obra.

domingo, 4 de setembro de 2016

CÂMARA MUNICIPAL DE FLORESTA AZUL TEM 71 CANDIDATOS PARA 9 CADEIRAS

Nas Eleições 2016 os eleitores vão escolher através do voto e dentro de seus próprios municípios, um prefeito e um vice-prefeito, assim como os vereadores que vão integrar as Câmaras Legislativas Municipais.


Com uma população de 11.313 habitantes, Floresta Azul possui 7.660 eleitores.

No próximo dia 02 de outubro, nove dos 71 candidatos a vereador serão escolhidos para legislar até 2020, 23 pretendentes são mulheres. Atualmente apenas uma mulher ocupa o cargo de vereadora no município, Iraildes Maria dos Santos, 53 anos, casada, busca reeleição pelo PC do B, na coligação A Mudança Começa Agora.

Outros sete vereadores também tentam reeleição, são eles: Gerônimo, Nego Neni, Marcio de Congá, Gordo de Abeil, Adhião, Guga e Jorginho da Saúde.

TRÊS CANDIDATOS DISPUTAM A PREFEITURA DE FLORESTA AZUL

Fotos: TSE

No próximo dia 02 de outubro, os eleitores de Floresta Azul escolherão o prefeito para comandar o município de 2017 a 2020. Conheça os candidatos habilitados.


ERICK OLIVEIRA CARDOSO, 37 anos, casado, empresário, ensino superior completo. Coligação O TRABALHO TEM QUE CONTINUAR, formada pelos partidos: DEM, PMDB, PR, PTN, PROS e PHS.


CARLOS AMILTON OLIVEIRA SANTOS, 65 anos, casado, agricultor, ensino médio completo. Coligação PRA CUIDAR DO NOSSO POVO, formada pelos partidos: PSB, PP, PT, PDT, PRP e PSDB.



MARDSON MOREIRA RIBEIRO DA SILVA, 34 anos, solteiro, ocupação não declarada, superior incompleto. Coligação A MUDANÇA COMEÇA AGORA, formada pelos partidos: PTB, PSD e PC do B.

FLORESTA AZUL

FLORESTA AZUL
MAPA DA CIDADE

FLORESTA AZUL

FLORESTA AZUL
MAPA TERRITORIAL

Mapa das Torcidas

PARTICIPE