PESSOAS QUE ACOMPANHAM E CURTEM ESSA HISTÓRIA

C O M P A R T I L H E

sábado, 7 de fevereiro de 2015

DRA. SANDRA GOVERNARÁ FLORESTA AZUL ATÉ 2016

Texto e foto: Ascom Floresta Azul

Na tarde da última quinta-feira, 5, a prefeita de Floresta Azul, Dra. Sandra Cardoso (DEM), conseguiu mais uma vitória acachapante no prédio do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), em Salvador, pelo placar de seis votos a zero. O processo teve como relator o Juiz Federal Dr. Carlos D'Ávila Teixeira, que produziu os relatórios, inocentando a prefeita de todas as acusações feitas pela coligação adversária, derrotada nas eleições municipais de 2012.
 
Da esquerda para direita: Paulo Azi, Dep. Federal, Dra. Sandra, Prefeita, Geraldo, esposo da Prefeita, Tarso, filho da Prefeita e Bruno Reis, Dep. Estadual.

A vitória foi em segunda estância e afasta de vez qualquer risco de perda de mandato da prefeita de Floresta Azul, Dra. Sandra, que estava sendo acusada injustamente de compra de votos pela oposição do município que nunca aceitou a derrota nas urnas, já que a prefeita foi reeleita com o voto popular.

Tudo começou em março de 2014, quando o juiz eleitoral da 29ª Zona Eleitoral de Ibicaraí, Alysson Camilo Floriano, decidiu cassar a prefeita Sandra Cardoso e o seu vice-prefeito Jaconias Gusmão, determinando que o presidente da Câmara na época assumisse o cargo até a realização de uma nova eleição. A ação foi suspensa poucas horas depois pelo juiz do Tribunal Regional Eleitoral, Saulo Casali Bahia, que deferiu uma ação cautelar, com pedido de liminar, ajuizada pelo advogado Michel Reis.

Saulo Casali, na época, entendeu que existia fragilidade do acervo probatório que lastreou a sentença proferida nos autos dos processos, já que “foi constituído unicamente dos depoimentos prestados pelas testemunhas arroladas pela acusação, aos quais se emprestou valor probante absoluto”. Com a decisão a prefeita Dra. Sandra Cardoso continuou no cargo até o julgamento do mérito do processo, na última quinta-feira, quando a prefeita foi mais uma foi vez absolvida das acusações por unanimidade dos juízes.

AGRICULTORES DE DIVERSAS CIDADES EXPÕES PRODUTOS DA AGRICULTURA FAMILIAR NO IFBA


Texto e fotos: Arnold Coelho

O último dia da Semana Pedagógica do Instituto Federal da Bahia (IFBA) de Ilhéus foi marcado pela presença de dezenas de produtores rurais dos municípios de Ibicaraí, Floresta Azul, Coaraci, Almadina, Barro Preto, Itapitanga e Ibirapitanga, que apresentaram diversos produtos da agricultura familiar em um café da manhã nas dependências do campus do IFBA.



A ação foi articulada pelo professor Soares Neto, que em conjunto com as associações pretendem viabilizar a comercialização dos produtos oriundos da agricultura familiar para a merenda escolar dos mais de 780 alunos dos diversos cursos do IFBA. Por mais de 30 minutos dezenas de alunos e professores do instituto se deliciaram com diversos produtos que são produzidos no meio rural, como bolo de aipim, beijú seco, molhado,de coco e de tapioca, queijo, pão de aipim, sorvete de aipim, polpa e sucos de frutas, além de uma grande variedade de iogurtes.



Estiveram presentes ao evento José Alves de Souza (Louro), secretário de Agricultura de Ibicaraí; Uildo Batista, secretário de Educação de Ibicaraí; Bernardino Rocha, chefe do Escritório local da Empresa Baiana de Desenvolvimento Agrícola – EBDA; Reinato Santana Amorim (Baratão), líder comunitário de Floresta Azul, além de diversos produtores rurais, alunos e professores do IFBA.

“Essas ações são de suma importância para o meio rural. É necessário essa proximidade e interatividade do homem do campo e os seus produtos com a cidade e as redes de ensino. O aluno precisa de uma boa alimentação e o meio rural pode proporcionar essa alimentação saudável, basta que programas como o PAA e o PNAE funcionem em sua plenitude, e para isso é necessário que os prefeitos façam valer as políticas públicas, para que a produção agrícola local possa ser comercializada nas cidades. Uma das grandes dificuldades do homem do campo e o escoamento da sua produção. É necessário lembrar para os administradores que as patrulhas mecânicas que chegaram via PAC-2 precisam ficar mais tempo no campo. Com isso ganha o meio rural e a agricultura familiar”, disse o professor Soares Neto.

ASSOCIAÇÕES

A Associação do Limoeiro de Floresta Azul foi representada pelo seu presidente José Antônio de Santana Santos (Toinho), que apresentou polpa de frutas, iogurtes, queijo, beijú seco e de coco molhado e farinha de goma. Segundo Toinho a associação conta com 110 associados, sendo 70 produtores e 6 entidades consumidoras no PAA. “O nosso PAA de 2013 | 2014, ficou em torno de R$ 205.000,00 e o nosso PNAE estadual fechou com 30 mil. São 235 mil reais só dos nossos produtos. Isso é dinheiro ganho com os nosso produtos que beneficiam o pequeno agricultor e o meio rural”, disse Toinho.

A Associação do Jacarandá de Ibicaraí e o Laticínio Almada, de Coaraci, foram representados pelo agricultor e microempresário do ramo de polpas Wilson Silva Lima, que expõe suas polpas de frutas e uma diversa variedade de iogurtes do laticínio. Wilson espera fechar bons negócios com o IFBA.

A Associação do Vale do Poço da Caça, de Itapitanga, se fez presente na pessoa de Lula Sena e expôs bolo de aipim, tapioca e farinha de mandioca. De acordo com Lula, a associação tem 12 anos de existência e conta com 50 associados, dos quais 35 atuam plenamente na associação.

A Associação Acarais, de Ibirapitanga, esteve representada por Andreia Damiana e Lilian de Jesus, que trouxeram bolo de aipim e geleia de polpa do cacau. Segundo Andreia a associação fica no distrito de Acarais e conta com 50 associados, sendo que 30 são mulheres que, além da geleia, produzem cocadas, doces, pães e uma grande variedade de polpas de frutas.

FLORESTA AZUL

FLORESTA AZUL
MAPA DA CIDADE

FLORESTA AZUL

FLORESTA AZUL
MAPA TERRITORIAL

Mapa das Torcidas

PARTICIPE