PESSOAS QUE ACOMPANHAM E CURTEM ESSA HISTÓRIA

C O M P A R T I L H E

sexta-feira, 30 de março de 2012

MINISTÉRIO DA PESCA COMPRA LANCHAS QUE NÃO USA.


Sem competência para fiscalizar a pesca irregular, o Ministério da Pesca comprou 28 lanchas-patrulha por mais de R$1 milhão cada, das quais ao menos 23 nunca entraram em operação ou estão avariadas, segundo auditoria do Tribunal de Contas da União (TCU). Parte da fatura de R$31,1 milhões foi paga na gestão de Ideli Salvatti, responsável hoje pela coordenação política do governo Dilma Rousseff. Informações do Estadão.
Dados do Tesouro mostram que parcela de R$5,2 milhões da compra foi paga em abril e maio de 2011, sob ordem da então ministra da Pesca, no programa de "apoio e implantação de infraestrutura aquícola e pesqueira". Ontem à noite, a assessoria de Ideli Salvatti informou que a auditoria do TCU investigou não o pagamento, mas a compra das lanchas, negócio autorizado na administração de Altemir Gregolin, que deixou a pasta em dezembro de 2010. No último dia no cargo, em 31 de dezembro, ele determinou a construção de mais 5 lanchas, quando apenas 4 das 23 encomendadas haviam entrado na água. Quem recebeu o dinheiro foi a empresa Intech Boating Comércio de Embarcações Ltda., sediada em Santa Catarina e inaugurada pouco antes da primeira compra de cinco lanchas autorizada por Gregolin.
Desde a criação da Secretaria até a saída de Ideli Salvatti, o posto criado no governo Lula coube ao PT de Santa Catarina. "O negócio foi lançado para a Intech Boating ganhar", afirma o relatório do ministro Aroldo Cedraz, aprovado na sessão de ontem do Tribunal. O edital reproduzia os requisitos técnicos do modelo de estreia da empresa no mercado. "As medidas e padrões de desempenho atendem perfeitamente aos requisitos excessivamente detalhados nos editais dos pregões", diz o relatório. E mais: o aviso de licitação foi publicado em jornal que circula só no Distrito Federal, onde não há estaleiros. A licitação exigia que as lanchas deveriam ser entregues em São Luís (MA) e Belém (PA).
Processo. Mesmo sem saber o tamanho do prejuízo, o TCU determinou a abertura de processo para recuperação do dinheiro desviado. O ex-ministro Altemir Gregolin é tido como responsável, ao lado de outros cinco funcionários da pasta. Gregolin não foi localizado ontem à noite.
"A baixa utilização das lanchas revela a antieconomicidade das aquisições e comprova que os gestores do ministério falharam gravemente, uma vez que, mesmo diante das dificuldades encontradas em dar utilidade aos bens licitados, continuaram a ordenar a fabricação de novas unidades", diz o relatório. A compra das lanchas foi patrocinada por emendas parlamentares ao Orçamento da União.

terça-feira, 27 de março de 2012

BAHIA VIVE ONDA DE ASSALTOS INTERMINÁVEL A BANCOS NO INTERIOR


Quem mora no interior da Bahia tem que enfrentar uma dura realidade: conviver com os frequentes e cada vez mais violentos ataques a bancos e terminais eletrônicos e ainda ficar sem serviços bancários. Um levantamento do Sindicato dos Bancários mostra que, apenas nos três primeiros meses do ano, 51 arrombamentos, assaltos ou tentativas foram registrados – 131% a mais que o mesmo período de 2011. Na capital, em poucas horas ou dias, o serviço volta ao normal, mas em alguns municípios baianos a população pode ficar até dois meses sem banco e se ver obrigada a viajar para fazer um simples depósito.

O Banco do Brasil (BB) na cidade foi assaltado no dia 11 de janeiro quando bandidos explodiram parte da agência. Desde então, quem vive no município tem três opções pouco confortáveis: percorrer quase 90 km para chegar à agência mais próxima, em Euclides da Cunha, treinar a paciência em uma fila da agência dos Correios ou tentar a sorte ao ir a um dos poucos caixas eletrônicos do BB.
No Baixo Sul da Bahia, na cidade de Ibirataia, a população sofre com o mesmo transtorno. A agência do Banco do Brasil incendiada no dia 2 de fevereiro também continua fechada. Os moradores precisam ir ao município de Ipiaú, a 18 quilômetros da região, para realizar transações bancárias. A população de Santanópolis, a 143 quilômetros de Salvador, viveu momentos de pânico no dia 6 de março quando dois homens armados renderam um cliente que estava no terminal de autoatendimento do BB e saquearam todos os caixas. Os bandidos conseguiram escapar com todo o dinheiro. Nove dias após o ataque, a agência continua fechada.
Em Ribeira do Pombal, o Banco do Brasil perdeu R$600 mil em um assalto no dia 5 de fevereiro. Já os moradores esperaram um mês para ter novamente uma agência funcionando. Em algumas cidade são os caixas saqueados que fazem falta. Em Água Fria, a 138 km da capital baiana, somente em janeiro dois terminais foram arrombados. Em fevereiro mais uma ocorrência foi registrada. Informações do Correio.

quarta-feira, 21 de março de 2012

FLORESTA AZUL - PREFEITA SANDRA ENTREGA ESCOLA NA ZONA RURAL

Na manhã desta terça-feira (20), a prefeita Drª Sandra Cardoso acompanhada da secretária de educação Drª Sayonara Leão, dos vereadores Guga, Pedro Alberto dos Coquinhos, Acácio e Jaconias, além de funcionários da secretaria de saúde e populares da Barra Nova, entregou a escola Maria Oliveira Guedes, que fora construída pelo saudoso prefeito Raimundo Cardoso em Outubro de 1978, a professora Sebastiana que é membro do conselho de educação fez uma poderosa oração pedindo as bênçãos do Pai celestial em favor de todos os Florestenses, a gerente de cultura Luciana Pérola Negra entoou o hino do município de Floresta Azul.
Escola Maria Oliveira Guedes, reformada com recursos próprios.
Em seguida usou da palavra a secretária de educação Drª Sayonara Leão que disse que logo no inicio da administração, foi tudo muito difícil, POIS A EDUCAÇÃO DE FLORESTA AZUL ENCONTRAVA-SE EM UM CAOS ESTRATOSFÉRICO, QUE INSISTIA EM TENTAR NOS DESANIMAR, inclusive o município estava impedido de receber recurso para merenda escolar, mas hoje com a administração da Drª Sandra Cardoso a coisa mudou de figura, tudo está sob controle, as pessoas voltaram a ser respeitadas e recuperaram a moral e alto estima de antes, disse a secretária, então falou o vereador Pedro Alberto dos coquinhos, que disse que mesmo o município enfrentando dificuldades financeiras, a prefeita tem cumprindo com suas obrigações, principalmente com a educação e atendimento em geral para com a zona rural.


Momento da inauguração - mais conforto para estudantes da zona rural.
O vereador Guga que lembrou que quando o prefeito Raimundo Cardoso inaugurou a escola Maria Oliveira Guedes ele era ainda muito jovem com apenas nove anos de idade, mas lembra como se fosse hoje (neste momento a prefeita Drª Cardoso se emocionou muito), Guga ainda disse que a prefeita tem sido uma guerreira e ele é testemunha da sua boa vontade e preocupação com o anseio popular, também usou da palavra o vereador Jaconias que disse que a prefeita tem que ser aplaudida de pé, pois vem fazendo um trabalho exemplar e mesmo ele Jaconias sendo oposição, mas tem que ser Justo e afirmar que a prefeita Sandra está  de parabéns.

Carteiras modernas e confortáveis.
A diretora da escola professora Jocidalva Menezes agradeceu a prefeita pela reforma da escola que ficou linda e moderna com piso cerâmico e mobiliário de primeira linha, banheiros reformados cozinha de primeira com fogão industrial e sala de leitura, ainda disse à professora que as crianças terão mais conforto para o aprendizado do saber.

Escola Maria Oliveira Guedes - Construída e inaugurada pelo prefeito Raimundo Cardoso em outubro de 1978.
Por último, foi à vez da prefeita Drª Sandra Cardoso que muito emocionada relembrou a administração do seu saudoso pai Raimundo Cardoso, a prefeita disse que se sente bastante a vontade, pois tem feito o possível e o impossível para atender ao anseio popular, Sandra agradeceu a todos que estiveram envolvidos na reconstrução, a exemplo da gerencia de transporte com Erick, da gerencia de obras com Luiz Lapa, aos vereadores a secretaria de educação como um todo na pessoa da secretária Sayonara Leão, a prefeita ainda disse que ainda fará muito mais pelo povo Florestense. 

terça-feira, 20 de março de 2012

MINISTRO DO PLANEJAMENTO REVÊ ORÇAMENTO DE 2012 E PREVÊ MAIS GASTOS.


O Ministério do Planejamento reduziu a previsão de receitas e aumentou a expectativa de gastos obrigatórios, de acordo com a revisão bimestral do Orçamento de 2012 divulgada nesta terça-feira. A estimativa de receitas líquidas de transferência para Estados foi reduzida em R$ 72,9 milhões, devido à prorrogação no prazo de pagamento de parcela do Simples Nacional.

PAULO BERNARDO - MINISTRO DO PLANEJAMENTO

Nas despesas obrigatórias, houve aumento de R$ 255,7 milhões na previsão de gastos. O governo também abriu crédito extraordinário para reconstrução da Estação Antártica Comandante Ferraz, no valor de R$ 40 milhões.

Para compensar esses fatores, foi necessário fazer um corte adicional de R$ 368,6 milhões na limitação de despesas não obrigatórias. Apesar do corte maior nessas despesas, houve aumento de R$ 817,7 milhões na estimativa com gastos não obrigatórios. Como o governo também retirou da conta a reabertura de créditos extraordinários e especiais no valor de R$ 522 milhões, anunciada em fevereiro, o contingenciamento no Orçamento cresceu R$ 73 milhões, em um total de R$ 55,073 bilhões.

Em relação ao aumento de R$ 255,7 milhões na previsão de gastos obrigatórios, houve redução de R$ 426,5 milhões na despesa com subsídios. Em compensação, foram incorporados os valores já desembolsados com o complemento do FGTS e com os fundos constitucionais regionais (FDA e FDNE), no valor de R$ 355,5 milhões e R$ 326,7 milhões, respectivamente. 

segunda-feira, 19 de março de 2012

21 DE MARÇO - DIA INTERNACIONAL DE LUTA CONTRA A DISCRIMINAÇÃO RACIAL.


O episódio era terrivelmente comum nos tempos do Apartheid. Uma manifestação pacífica na busca por direitos básicos, termina em muitas mortes, incluindo aí mulheres, homens, crianças e idosos. Não havia diferenciação nas mortes, qualquer um, independente da idade, podia ser alvo das crueldades do regime sul-africano.


   Em 21 de março de 1960, vinte mil negros em Johanesburgo, na África do Sul protestavam contra a "Lei do Passe", que os obrigava a portar cartões de identificação, especificando os locais por onde eles podiam se movimentar no país. A manifestação pacífica, teminou com o exército atirando contra a população e matando 69 pessoas e ainda feriando outras 189.  
n
   O episódio ficou conhecido como o Massacre de Shaperville, e em 1966, a ONU declarou a data como Dia Internacional da Luta pela Eliminação da Discriminação Racial.
   Shaperville, e anos mais tarde Soweto, são as imagens de uma Africa do Sul intolerante, segregacionista, e que já não existe mais nesses termos. No entanto racismo e discriminação racial ainda se fazem presentes em muitos aspectos na sociedade sul-africana, e também em nossa sociedade. Por isso, a importância de se refletir sobre essa data e buscar formas de tornar o racismo apenas um conteúdo histórico, não mais presente nas sociedades humanas. 

PR QUER FAZER OPOSIÇÃO AO PT EM TODO PAÍS.


O PR marcou para amanhã uma reunião em Brasília com presidentes regionais da sigla para discutir a abertura de conversas em todo o país com partidos que estão fora do arco de alianças do PT. Em São Paulo, as executivas estadual e municipal do partido aprovaram a abertura de negociações com as pré-candidaturas de José Serra (PSDB) e Gabriel Chalita (PMDB). Informações da Tribuna da Bahia.
SENADORES DO PR NÃO VOTARÃO MAIS COM GOVERNO DE DILMA.
O presidente nacional da sigla, senador Alfredo Nascimento (AM), não aceita a posição do Planalto, que se recusa a devolver o Ministério dos Transportes ao PR. Por isso, ele queria decidir mesmo pelo abandono do barco petista em bases nacionais, mas a ausência de alguns líderes em uma reunião o fizeram adiar a decisão para a semana que vem.
Um dirigente do PR afirmou à reportagem do Estadão que a tendência da sigla é estender o rompimento com o PT para todo o País, e não apenas na base federal. Porém, as peculiaridades regionais serão levadas em conta na eleição.
A direção nacional do partido prega a saída da base aliada ao governo federal e o rompimento com o petismo, posição mais contundente entre os senadores, que anunciaram na semana passada que não votarão mais com o governo no Congresso. Os dirigentes, no entanto, convocaram os presidentes estaduais da legenda para avaliar as consequências que o movimento traria para o PR no âmbito regional, e, eventualmente, criar exceções para a medida nos casos em que os prejuízos da ruptura forem muito grandes.
 O deputado estadual Sandro Régis (PR) comemorou a decisão da bancada do PR no Senado. 
Nos últimos dias, inclusive, o deputado estadual Sandro Régis (PR) comemorou a decisão da bancada do PR no Senado de romper com a base do governo Dilma. "Com o PR nacional na oposição ao projeto de hegemonia do PT no Brasil, ganha a população e a democracia", disse, ao completar: "agora teremos um discurso único, tanto na esfera nacional, quanto aqui na Bahia. Isso irá fortalecer a fiscalização ao governo petista", afirmou o deputado Sandro Régis.


Fonte: http://www.acmneto.com.br/ 

sábado, 17 de março de 2012

ACM NETO QUER CANDIDATURA OPOSICIONISTA ÚNICA EM SALVADOR


O deputado federal ACM Neto (DEM) anda agitado nos últimos dias. Tanto em Brasília, onde está de olho na iminente rebelião da base aliada de Dilma Rousseff, quanto em Salvador, por conta das negociações em torno de uma candidatura única na oposição. “É preciso decidir rápido”, avaliou. 

Neto diz que Imbassahy e Kertész podem ser escolhidos, mas afirma que decisão tem de sair rapidamente 
Ao receber o CORREIO em seu amplo apartamento em Ondina, na noite de quinta-feira, o pré-candidato democrata a prefeito de Salvador revelou que vem trabalhando como nunca. “É uma reunião atrás da outra. Não tenho tempo para quase nada, nem para a vida pessoal. Mas é isso mesmo”, disse. 
Ao longo de uma hora e meia de entrevista, Neto  conversou sobre os bastidores das negociações em torno da candidatura oposicionista única na capital e admitiu, pela primeira vez, que toparia ser candidato a vice de  Antonio Imbassahy, “desde que haja critérios”. 

As pesquisas sobre a sucessão em Salvador, até o momento, o colocam na dianteira  Por que ainda existe indefinição na escolha de um candidato único da oposição? Este critério não é suficiente para torná-lo candidato natural?
Estamos desde 2011 tentando construir uma unidade dos principais partidos da oposição em torno de uma candidatura comum, que pudesse representar estes partidos já no primeiro turno. Considero natural e legítimo que cada partido tenha seu pré-candidato. O PMDB apresentou o ex-prefeito Mário Kertész, pessoa com qualidades, um personagem da cidade, que acrescenta ao projeto. O PSDB trouxe o nome do deputado e ex-prefeito Antonio Imbassahy, um grande administrador da cidade, reconhecido, sem dúvida alguma, e que vem realizando um grande trabalho na Câmara. O Democratas colocou o meu nome. São três pessoas que possuem virtudes e condições suficientes de governar Salvador. Mas é evidente que o tempo está passando e temos que decidir rápido quem será o candidato.

Líderes do PSDB e PMDB costumam dizer nos bastidores que o senhor vem tentando impor sua candidatura...
(interrompendo) Nunca impus meu nome. Sempre disse que gostaria de construir um projeto político amplo, que pensasse no futuro de Salvador e da Bahia. E é por isso que um processo como esse não pode surgir fruto de imposições. É muito ruim para o debate democrático quando um partido traz imposição ou veto. Desde o começo, da mesma forma que admito ser candidato a prefeito, venho admitindo também a hipótese de apoiar os outros nomes, mas que pudesse ser escolhido sob critérios objetivos.

E com o PSDB, as relações estão amistosas ou há peças soltas?
Totalmente amistosa. O PSDB da Bahia tem uma figura importantíssima na política, um homem público respeitado, que é o deputado Jutahy Magalhães Júnior. É um partido que tem o privilégio de ter um político como o deputado Antonio Imbassahy, que foi fundamental para a cidade e é preparado e competente para ser prefeito de Salvador. Estamos procurando aproximar cada vez mais os dois partidos. Democratas e PSDB têm uma relação histórica. Disputamos as últimas eleições nacionais conjuntamente, temos parceria em vários lugares do Brasil. 

Sendo assim, algo o impediria de ser candidato a vice-prefeito em uma chapa liderada pelo deputado tucano Antonio Imbassahy?
Sob critérios, temos que trabalhar todas as possibilidades. Da mesma forma que se pode cogitar vices para minha chapa, se houver critério que me leve a ser vice, aceitaria também, desde que exista discussão. 

E o papel das negociações entre tucanos e democratas em São Paulo vai pesar na decisão em Salvador?
Uma coisa quero deixar claro: esse assunto é e será tratado na Bahia. Muito se especula que a negociação passa por São Paulo, que os acordos estão sendo feitos fora. Isso não existe. Não queremos que nenhum partido se junte ao nosso por imposição, muito menos temos intenção de forçar a barra com ninguém. Os nomes do candidato a prefeito e a vice devem respeitar aquilo que seja melhor para ganhar a eleição, que é criar a chapa mais competitiva. É preciso que os partidos tenham humildade para ver qual o melhor caminho.

Então, o que falta para atar as pontas da oposição?
Nem todos os partidos têm a mesma posição em Brasília e em Salvador. Alguns partidos fazem oposição ao governo federal. Outros compõem a base aliada. Isso é o maior empecilho. 

Nos círculos da oposição, fala-se que o senhor só atende ao quesito referente a pesquisas. Mas que lhe faltam maior apoio político e estrutura para tocar uma grande campanha contra o PT.
Primeiro, o mais importante são as intenções de voto. Em relação a apoios partidários, ninguém colocou ainda na mesa que conseguiu atrair mais do que seu próprio partido. Com relação à estrutura de campanha, é lamentável que seja um critério. O que temos de fazer é uma campanha pensando na cidade, e não ir atrás de dinheiro. Claro que campanha envolve recursos e saberemos legalmente captar o que for necessário para ter uma campanha bem feita, assim como PMDB e PSDB.

O PR no Senado sinalizou um rompimento com o governo Dilma Rousseff. Com isso, as negociações com o PR baiano podem avançar?
 Acho que podem. Temos uma relação histórica com o senador César Borges, presidente estadual do partido. O PR tem representantes fortes em Salvador. São pessoas com as quais a gente dialoga. Na medida em que o PR não é contemplado em Brasília, abre espaço para negociar, mas também tenho certeza que a decisão não vai ser tomada em Brasília, vai ser tomada aqui.  

Arriscaria um prognóstico?
Não. Da mesma forma que o PR conversa com a oposição, vai dialogar com outros partidos e pode ainda ter candidatura própria. Agora, minha expectativa é a de que o PR possa se somar aos partidos da oposição.

Fonte Jornal Correio da Bahia.

sexta-feira, 16 de março de 2012

BRUNO REIS SÓ DEIXA PRP SE PARTIDO QUISER


'É só me liberar para cada um seguir o seu caminho’, diz Bruno Reis sobre PRP 

Com o afunilamento das conversas entre o presidente estadual do PRP, Jorge Aleluia, e o PT de Jaques Wagner, o deputado Bruno Reis (PRP), uma das principais vozes de oposição ao governador, esclarece, em contato com o Portal da Metrópole, que segue no campo oposto ao governo e que só deixa a sigla se o PRP quiser.

“A minha posição independe do partido. Eu sou oposição ao governo Wagner por convicção, por ser um governo que decepcionou e frustrou os baianos. É obvio que vou convencer o partido, na sua executiva, para continuar no campo da oposição, mas caso seja voto vencido, minha opinião prevalecerá e minha posição continuará sendo a mesma de oposição a Jaques Wagner”, disse. 

Questionado se uma aliança entre PRP e PT o obrigaria a mudar de partido, Bruno Reis foi enfático. “Em hipótese alguma. A não ser que eles queiram que eu saia, aí pode me liberar pra que eu possa seguir meu caminho. Se o partido de uma hora pra outra resolver mudar de opinião, eles não têm como me impor qualquer mudança nesse sentido. É só me liberar pra cada um seguir o seu caminho”, rechaçou.


Fonte: http://www.brunoreis.com.br/

ALELUIA DIZ QUE WAGNER NÃO TRABALHA PELA BAHIA


"O governador Jaques Wagner não emplaca nenhum baiano no primeiro escalão do governo federal, mas veta para o Ministério dos Transportes o nome de César Borges, ex-governador e senador com inestimáveis serviços prestados a Bahia", diz o presidente estadual do Democratas, José Carlos Aleluia, ao tomar conhecimento do veto pela imprensa.

Para o líder oposicionista, a relação de Wagner com a presidente Dilma é bastante curiosa. "Ele não tem influência para indicar ninguém, mas para vetar ele é ouvido". A conclusão a que chega Aleluia é que o governador petista não trabalha nem quer que ninguém trabalhe pela Bahia.
"Ao contrário de Wagner, César Borges tem uma história de trabalho e atraiu grandes investimentos. Foi no seu governo que a Ford veio para a Bahia, embora o então deputado Jaques Wagner tenha votado contra a instalação da montadora em nosso estado, no Congresso Nacional", lembra o presidente democrata.
Fonte: www.acmneto.com.br

NETO CRITICA WAGNER POR PERDA DE ESPAÇO DA BAHIA


O líder do Democratas na Câmara dos Deputados, ACM Neto usou a tribuna da Casa para criticar o modo passivo do governador da Bahia, Jaques Wagner, diante da perda de espaço do estado no governo federal. "O governador Jaques Wagner vai hoje (quinta-feira, 15) a um veículo importante do estado se queixar do governo federal. Ele esteve ontem com a presidente Dilma Rousseff aqui em Brasília e em vez de assumir uma postura de defesa da Bahia e dos baianos, assume uma postura de passividade, de quem coloca o partido dele à frente do estado", discursou ACM Neto.
O deputado disse ainda que de nada adianta a suposta amizade Wagner tem com a presidente Dilma Rousseff se isso não significa qualquer benefício para a Bahia. ACM Neto disse que um governador que quer reafirmar sua autoridade não aceitaria a perda de espaço sofrida pela Bahia. "Tudo isso é consequência de um governo desastroso de Jaques Wagner. Claro que quando você tem um governo sem autoridade, sem força, que não coloca os interesses da Bahia em primeiro lugar, é claro que o governo federal se sente no direito de fazer o que quiser".
ACM Neto disse que seu discurso traz a voz de indignação e protesto dos baianos. "A Bahia está triste, sua auto-estima que já estava comprometida, está mais em baixa ainda porque o Estado perde importância no contexto do nordeste brasileiro e no contexto nacional, isso tem reflexo direto na vida e no dia-a-dia". 
O deputado lamentou a perda de importância política, social e econômica sofrida pela Bahia nos último anos. O líder do Democratas lembrou da greve da Polícia Militar e das consequências negativas à economia do estado. "Quando o IBGE anunciou o PIB brasileiro de 2,7%, houve frustração no país, mas foi ainda maior na Bahia, que cresceu apenas 2%. Enquanto em Pernambuco foi de 4% e no Ceará 3,3%. A Bahia teve um dos piores desempenhos do Nordeste", lembrou.
"Como se não fosse bastante, perdemos os principais postos no governo federal: o ministro das Cidades, Mário Negromonte, o presidente da Petrobras, Sérgio Gabrielli, e o ministro do Desenvolvimento Agrário, Afonso Florence", acrestou ACM Neto. O deputado lembrou que estados como o Rio Grande do Sul e São Paulo são bem mais prestigiados do que a Bahia. "Não tenho nada contra esses estados, mas a Bahia hoje só tem um ministério, sem destaque e sem orçamento para conduzir projetos benéficos ao Estado. A situação econômica vem sendo fortemente afetada por perda de importância no nosso Estado nos postos mais elevados do governo federal."


Fonte: www.acmneto.com.br

FRACASSO DA ARTICULAÇÃO POLÍTICA COM LEI GERAL DA COPA


A fragilidade do diálogo do governo com o Congresso e os descompassos da articulação política da presidente Dilma Rousseff ficaram ainda mais evidentes nos debates que antecederam a tentativa de votação da Lei Geral da Copa.


Bastaram 12 horas para a recauchutada articulação política do Planalto entrar em curto com a base e promover um vaivém em relação à proposta de liberação de venda de bebidas alcoólicas nos estádios durante os jogos da Copa de 2014.

Na noite de quarta-feira, comandado pelo Palácio, o deputado Arlindo Chinaglia (PT-SP), novo líder na Câmara, bancou a decisão de que o governo vetaria a liberação de bebidas. Um comando que na manhã de quinta-feira, 15, já se tornara letra morta e escancarou uma séria de trapalhadas que começou na Presidência e se estendeu ao Congresso.
O núcleo da confusão envolveu a ministra da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, a ministra de Relações Institucionais, Ideli Salvatti, o ministro do Esporte, Aldo Rebelo, e os novos líderes, que buscam um acordo em torno do projeto de Lei Geral da Copa.
As duas ministras garantiram aos líderes da base que o governo não assumira o compromisso com a Fifa de permitir a venda de bebidas alcoólicas nos estádios, vetada pelo Estatuto do Torcedor. A posição destoou do que já havia sido negociado antes, quando o projeto estava na comissão especial. "Ficamos perplexos com a nova situação", resumiu o relator do projeto, deputado Vicente Cândido (PT-SP).
O novo líder do governo, Arlindo Chinaglia (PT-SP), fechou um acordo com a base para retirar o artigo do projeto que permitia a bebida. Horas depois, uma reunião de emergência na Casa Civil reverteu a orientação. "Só chamando neurologista, um psicólogo para entender o que aconteceu", reagiu o relator.
O ministro Aldo Rebelo confirmou o compromisso brasileiro com a Fifa. Perante o novo entendimento, o relator confirmou, na quinta-feira, que manterá no texto a permissão para a venda de bebidas. "Foi uma trapalhada", disse, após ter ouvido a ministra Gleisi admitir que fora "induzida" ao erro por assessores. 


Fonte: Estadão

quarta-feira, 14 de março de 2012

SOBROU ALGUM MINISTRO BAIANO NO GOVERNO DILMA?


Diante da queda do ministro do Desenvolvimento Agrário, o baiano Afonso Florente (PT), o líder do Democratas na Câmara Federal, deputado ACM Neto, disse que o governador Jaques Wagner está sem prestígio junto à presidente Dilma Rousseff. “Antes, já haviam caído Mário Negromonte (ex-ministro das Cidades) e José Sérgio Gabrielli (ex-presidente da Petrobras). Quem mais da Bahia sobrou no governo?”, ironizou o parlamentar. Neto lembrou que, antes das demissões, "os ministros de Wagner foram fritados, inclusive por aliados, através da imprensa". 
"Se com os ministros a Bahia já perdia investimentos e prestígio junto ao governo federal para outros estados, como Pernambuco, imagina agora. Será que Wagner vai conseguir emprego para tanta gente aqui na Bahia?", questionou Neto. 
A presidente Dilma Rousseff substituiu Florence pelo deputado Pepe Vargas (RS), também do PT. Florence vinha sofrendo ataques dos movimentos sociais, por causa da queda no número de assentamentos, diz a Agência Estado. Em 2011, conforme antecipado pelo jornal O Estado de S. Paulo no dia 6, o programa de reforma agrária beneficiou cerca de 22 mil famílias.
Fonte: www.acmneto.com.br

GOVERNO WAGNER TEM DE PAGAR PISO NACIONAL A PROFESSORES.

BRUNO REIS EM AÇÃO.
O vice-líder da oposição na Assembleia Legislativa, deputado Bruno Reis (PRP), disse hoje (13) que o governo do estado não tem outra alternativa senão pagar o reajuste de 22% concedido aos professores pela presidente Dilma Rousseff. Reis lembrou que a Assembleia aprovou recentemente a lei que estabelece, na Bahia, o piso nacional da categoria, projeto que teve como relator o próprio parlamentar oposicionista. “A presidente Dilma tem sido mais generosa com essa importante categoria do que o governador Jaques Wagner, que mandou a esta casa o projeto que vinculou o salário dos professores baianos ao piso nacional. Ou seja, a única forma dele não pagar o aumento de 22% concedido no nível federal é enviando uma outra lei a esta Casa acabando com o vínculo”, salientou o deputado. Bruno Reis declarou apoio ao movimento dos professores em prol do pagamento do piso.


Fonte: http://www.brunoreis.com.br/ 

TRE JULGA PEDIDO DE CASSAÇÃO DO GOVERNADOR JACQUES WAGNER - PT


A Ação de Investigação Judicial Eleitoral (Aije) proposta pela coligação "A Bahia Merece Mais" (DEM/PSDB), que reunia o Democratas e PSDB na disputa da eleição para governador em 2010, só na terça-feira, 13, depois de 18 meses, está entrando na pauta de julgamento do Tribunal Regional Eleitoral (TRE). O relator do processo é o juiz Maurício Kertzsman, um dos candidatos da OAB à vaga de desembargador do Tribunal de Justiça da Bahia.

A oposição deu entrada na ação em setembro de 2010, requerendo a cassação do registro e inelegibilidade do governador Jaques Wagner e de seu candidato a vice Otto Alencar. A medida judicial foi fundamentada no descumprimento do artigo 73 da Lei Eleitoral que proíbe a transferência de recursos públicos através de convênios nos três meses anteriores às eleições.
No período eleitoral, durante a gestão do então governador e candidato à reeleição Jaques Wagner, a Conder e a Bahiatursa, órgãos do Governo do Estado, publicaram convênios e fizeram pagamentos fora do prazo permitido pela legislação eleitoral.
Na ocasião, uma liminar foi concedida pelo juiz Ruy Eduardo Almeida Britto, que considerou "conduta vedada a agentes públicos e com capacidade de influenciar o resultado das eleições" o pagamento pela Conder e Bahiatursa de mais de R$ 6 milhões em convênios publicados no "Diário Oficial do Estado", após o dia 3 de julho, data limite prevista na lei para a realização desse tipo de operação.
Para o advogado da coligação "A Bahia Merece Mais", Ademir Ismerin, o caso se assemelha ao do ex-governador do Maranhão, Jackson Lago, que teve seu mandato cassado pelo mesmo tipo de irregularidade. Apesar da gravidade da situação, o processo só está indo a julgamento 18 meses depois de sua abertura, embora tenha contado com uma liminar favorável.

GAAC FAZ CAMPANHA POR NOVA CASA DE APOIO.

O GAAC (Grupo e Apoio à Criança com Câncer) lançou campanha em Itabuna com o objetivo de fazer um sonho se tornar realidade: a construção do Canto do Aconchego, uma área com 24 dormitórios na Casa de Apoio Clara Kauark, instalada pela instituição no bairro São Judas, em Itabuna.

Teresa Cristina, entre Eduardo e Josefina Fontes, do Tarik, que abraçaram a causa.
A campanha foi apresentada durante solenidade no Tarik Fontes Plaza Hotel, onde foram apresentadas as atividades do GAAC. O grupo atende hoje crianças e adolescentes de Itabuna e outros 150 municípios, oferecendo acomodação, inclusive para os acompanhantes, e serviços de alta complexidade.
A médica Teresa Cristina, presidente do GAAC, aposta no fortalecimento de parcerias para conseguir ampliar o projeto. “É fundamental que a sociedade como um todo, entidades e instituições representativas do município, colaborem”, destaca.
Artistas de Ilhéus e Itabuna, como os músicos Chica de Cidra, Jan Costa, Kocó e Ary PB, se engajaram na campanha.

Fonte: pimenta.blog.br

DEMOCRATAS RESPEITA AUTONOMIA DOS PARTIDOS

O líder do Democratas na Câmara, o deputado federal ACM Neto disse na terça-feira, 13,que, ao contrário do que foi publicado pelo jornal "O Globo", o partido não pediu para o PSDB retirar as pré-candidaturas municipais em Salvador e Recife para o partido apoiar o nome de José Serra em São Paulo. "O Democratas respeita a autonomia dos partidos e jamais agiria fora dos padrões éticos", disse Neto.
O parlamentar ressaltou que o Democratas, o PSDB, o PMDB e outros partidos de oposição continuam conversando em busca de um consenso não apenas em Salvador, mas na maioria das grandes e médias cidades brasileiras. "A melhor alternativa para combater o PT é a formação de uma grande aliança, e os partidos de oposição sabem disso. O que estamos fazendo é costurando, com muita calma, os acordos. E vamos alcançar o consenso", finalizou.
Fonte:
www.acmneto.com.br

sábado, 10 de março de 2012

TODOS PELA EDUCAÇÃO

Professores da rede pública paralisarão nos próximos dias 14, 15 e 16 de março para reivindicarem o Piso Salarial.
Nesta terça-feira, dia 13, a CNTE e suas entidades filiadas promovem um twittaço para cobrar, de governadores e prefeitos, o cumprimento da Lei Nacional do Piso do Magistério (Lei n° 11.738/2008). A mobilização é uma prévia da greve nacional.
 

Mesmo com a medida estabelecida em lei desde 2008, Estados não garantem que vão cumprir o novo piso salarial para os professores, anunciado pelo Ministério da Educação na última semana. Levantamento da Folha de S. Paulo mostra que ao menos 11 não têm prazo para se adaptar. Entre eles, seis dizem que pretendem conceder o reajuste, mas sem saber quando. Cinco ainda analisam o impacto do reajuste no orçamento e não garantem se vão conseguir cumprir a medida.

quinta-feira, 8 de março de 2012

ACM NETO COLOCA NOME À DISPOSIÇÃO DO DEMOCRATAS PARA AS ELEIÇÕES MUNICIÁIS.


O deputado ACM Neto participou hoje do encontro com pré-candidatos a vereador do Democratas de Salvador, organizado pela juventude do partido. O tema do evento foi "Juventude, política e mandato: desafios e oportunidades". 
O presidente estadual do partido, José Carlos Aleluia, participou do evento.
Neto afirmou, durante o encontro, que vai ser candidato a prefeito de Salvador se o partido quiser. "Serei candidato do Democratas se essa for a vontade do partido. Mas continuamos aberto a conversas com os demais partidos da oposição. Ainda acreditamos numa candidatura de consenso", afirmou o parlamentar, em conversa com os jornalistas presentes. 
O presidente da juventude do partido na Bahia, Bruno Alves, defendeu a candidatura de ACM Neto a prefeito. Ele afirmou que o Democratas está forte para disputar as eleições na capital e no interior. "Vamos realizar vários eventos como esse até a campanha, tanto na capital quanto no interior, em parceria com a direção do partido", frisou.  
Vice-presidente do Democratas no estado, Heraldo Rocha disse que o partido tem 96 pré-candidatos a vereador. "E temos um fantástico pré-candidato a prefeito", ressaltou, referindo-se ao nome de Neto. Ele também defendeu a união entre os partidos de oposição em Salvador, o que inclui o PMDB. 

quarta-feira, 7 de março de 2012

Presidente da UPB recebe Dra. Sandra prefeita de Floresta Azul

A prefeita de Floresta Azul Dra. Sandra Cardoso, foi recebida segunda feira, (05) às quinze horas pelo presidente da UPB (União dos Municípios da Bahia) Luiz Caetano; o encontro aconteceu na sede da entidade no Centro Administrativo em Salvador. A gestora pediu a intermediação de Caetano para tentar viabilizar junto ao governo do estado a doação de uma ambulância e de uma viatura policial para o seu município.

Prefeita de Floresta Azul Dra. Sandra Cardoso quer o apoio de Caetano. Saúde e segurança em pauta.
Lembrando o compromisso assumido pelo governador Jaques Wagner com os prefeitos, por ocasião de uma audiência pública realizada na sede da UPB, no dia 10 de outubro do ano passado. Na ocasião Wagner informou que o governo do estado estaria adquirindo 150 novas ambulâncias para o interior do estado. 
Ele também anunciou o aluguel de mais 900 viaturas, onde 600 serão destinadas a municípios que ainda não foram contemplados com este importante instrumento de segurança.
 “Pedi a Caetano que me ajude nesta questão que é de absoluta prioridade para o nosso município. Com a força da UPB ele certamente conseguirá sensibilizar o governo a agilizar a doação destes dois importantes equipamentos.” Argumentou Sandra, prefeita de Floresta Azul.

quinta-feira, 1 de março de 2012

INAUGURAÇÕES MARCARÃO O CINQUENTENÁRIO DE FLORESTA AZUL



A cidade de Floresta Azul comemorará em 23 de abril, cinquenta anos de emancipação político-administrativa com uma programação de atividades previstas no Projeto Floresta Azul 50 Anos, organizado pela prefeitura, com a participação da sociedade civil.

As comemorações de aniversário tiveram início em fevereiro com a abertura dos campeonatos de futebol urbano-rural e com o disputadíssimo campeonato de futsal masculino.

A programação se estenderá até o mês de dezembro, em função da especial marca cinquentenária. Serão shows, inaugurações de obras e eventos especiais, incluindo a inauguração do novo centro administrativo, equipamento de grande relevância e que está sendo erguido com recursos próprios.

“Esta é uma data marcante para o nosso município, estamos preparando um conjunto de atividades e de inaugurações com o objetivo de homenagear a todos os florestenses”. Disse a prefeita Dra. Sandra Cardoso.

Fonte: ASCOM

FLORESTA AZUL

FLORESTA AZUL
MAPA DA CIDADE

FLORESTA AZUL

FLORESTA AZUL
MAPA TERRITORIAL

Mapa das Torcidas

PARTICIPE