PESSOAS QUE ACOMPANHAM E CURTEM ESSA HISTÓRIA

C O M P A R T I L H E

sexta-feira, 16 de março de 2012

NETO CRITICA WAGNER POR PERDA DE ESPAÇO DA BAHIA


O líder do Democratas na Câmara dos Deputados, ACM Neto usou a tribuna da Casa para criticar o modo passivo do governador da Bahia, Jaques Wagner, diante da perda de espaço do estado no governo federal. "O governador Jaques Wagner vai hoje (quinta-feira, 15) a um veículo importante do estado se queixar do governo federal. Ele esteve ontem com a presidente Dilma Rousseff aqui em Brasília e em vez de assumir uma postura de defesa da Bahia e dos baianos, assume uma postura de passividade, de quem coloca o partido dele à frente do estado", discursou ACM Neto.
O deputado disse ainda que de nada adianta a suposta amizade Wagner tem com a presidente Dilma Rousseff se isso não significa qualquer benefício para a Bahia. ACM Neto disse que um governador que quer reafirmar sua autoridade não aceitaria a perda de espaço sofrida pela Bahia. "Tudo isso é consequência de um governo desastroso de Jaques Wagner. Claro que quando você tem um governo sem autoridade, sem força, que não coloca os interesses da Bahia em primeiro lugar, é claro que o governo federal se sente no direito de fazer o que quiser".
ACM Neto disse que seu discurso traz a voz de indignação e protesto dos baianos. "A Bahia está triste, sua auto-estima que já estava comprometida, está mais em baixa ainda porque o Estado perde importância no contexto do nordeste brasileiro e no contexto nacional, isso tem reflexo direto na vida e no dia-a-dia". 
O deputado lamentou a perda de importância política, social e econômica sofrida pela Bahia nos último anos. O líder do Democratas lembrou da greve da Polícia Militar e das consequências negativas à economia do estado. "Quando o IBGE anunciou o PIB brasileiro de 2,7%, houve frustração no país, mas foi ainda maior na Bahia, que cresceu apenas 2%. Enquanto em Pernambuco foi de 4% e no Ceará 3,3%. A Bahia teve um dos piores desempenhos do Nordeste", lembrou.
"Como se não fosse bastante, perdemos os principais postos no governo federal: o ministro das Cidades, Mário Negromonte, o presidente da Petrobras, Sérgio Gabrielli, e o ministro do Desenvolvimento Agrário, Afonso Florence", acrestou ACM Neto. O deputado lembrou que estados como o Rio Grande do Sul e São Paulo são bem mais prestigiados do que a Bahia. "Não tenho nada contra esses estados, mas a Bahia hoje só tem um ministério, sem destaque e sem orçamento para conduzir projetos benéficos ao Estado. A situação econômica vem sendo fortemente afetada por perda de importância no nosso Estado nos postos mais elevados do governo federal."


Fonte: www.acmneto.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

faça comentários, críticas, elogios e/ou sugestões. Este site não publica ofensas

FLORESTA AZUL

FLORESTA AZUL
MAPA DA CIDADE

FLORESTA AZUL

FLORESTA AZUL
MAPA TERRITORIAL

Mapa das Torcidas

PARTICIPE