PESSOAS QUE ACOMPANHAM E CURTEM ESSA HISTÓRIA

C O M P A R T I L H E

sábado, 4 de junho de 2011

LONGE DO TRABALHO INFANTIL


Jogos, brincadeiras, capoeira, música, educação física, visitas a biblioteca. Essas são apenas algumas das atividades promovidas por meio do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (Peti), em Floresta Azul. No contraturno escolar, são atendidas cerca de 400 crianças e adolescentes, com idades entre 7 e 14 anos.


Além das atividades lúdicas e educativas, de acordo com a coordenadora do programa, Gidalva Soares, tanto as crianças quanto os pais são acompanhados por uma equipe multidisciplinar composta por assistente social, pedagogo e psicólogo. As reuniões familiares podem ser mensais, quinzenais ou semanais dependendo de cada situação.

O programa também possui outras exigências. Os pais têm que participar das reuniões e os alunos têm que freqüentar a escola e o Peti. Em caso de denúncia em que as crianças trabalham nos finais de semanas, por exemplo, é chamada a atenção da família. Primeiro há uma reunião caso de reincidência o caso é encaminhado ao CREAS para as devidas providências.
 Objetivos

O objetivo do programa desenvolvido pela prefeitura municipal em parceria com o governo federal é oferecer um espaço seguro, voltado para o desenvolvimento biológico, psicológico e social de crianças e adolescentes antes submetidos a situações de trabalho, exploração e mendicância.

Nesta administração o Peti foi ampliado em 10 vezes a sua clientela; saltando de 40 crianças assistidas para um universo de cerca de 400 usuários, além disso, foi inaugurado um espaço exclusivamente para o funcionamento do programa que é gerido pela secretaria de assistência social.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

faça comentários, críticas, elogios e/ou sugestões. Este site não publica ofensas

FLORESTA AZUL

FLORESTA AZUL
MAPA DA CIDADE

FLORESTA AZUL

FLORESTA AZUL
MAPA TERRITORIAL

Mapa das Torcidas

PARTICIPE